quarta-feira

Porque os Líderes também falham!


A maioria sabe que os CEOs e os executivos são quase sempre lideres brilhantes, inteligentes, muitas vezes, com um grande histórico de realizações.
Mas o tempo médio e a aceitação dos LIDERES em vários cenários, está ficando cada vez menor.

E você sabe por que os Líderes falham?

Através de pesquisas, instrutores de vários programas de liderança, descobriram que lideres claramente talentosos também tomam decisões ruins, alienam pessoas-chave, perdem oportunidades e desconsideram tendências e desdobramentos óbvios.
Alguns "comportamentos", podem comprometer a ascensão de um Líder.

Aprender como evitá-los é um desafio indispensável para o sucesso da "alta performance".
São "traços de personalidade" profundamente enraizados, que afetam o estilo de liderança.

Seja você um grande executivo ou não, está predisposto a cometer essas falhas, pois todos
temos um lado negativo, que ataca lideres em todos os níveis.
São eles:
  • Arrogante. Você acha que esta sempre certo e os demais estão errados.
  • Melodramático.  Você precisa ser o centro das atenções e não compartilha o sucesso com sua equipe.
  • Temperamental. Você é “de lua” e seu pessoal nunca sabe como estará no momento.
  • Cauteloso.  Você tem medo de tomar decisões. Sempre falta mais “aquele” dado.
  • Cético. Você se concentra só no pior cenário e retarda as decisões que acabam complicando a realidade ainda mais.
  • Reservado. Você se afasta e se isola quando o circo esta pegando fogo.
  • Ardiloso. Você testa os limites das pessoas até as ultimas conseqüências.
  • Excêntrico. Você tenta ser diferente somente pelo fato de ser diferente.
  • Passivo Resistente. Você dá a impressão de que concorda com um plano de ação, mas depois reage agressivamente quando é cobrado por sua posição .
  • Perfeccionista. Você se concentra nos mínimos detalhes e esquece da visão macro que mais importa.
  • Obsequioso. Você se esforça para ganhar o concurso de popularidade... !   

Percebendo o desperdício de tempo, com certeza, o líder começará um processo de mudanças pelo autoconhecimento, com o objetivo de corrigir esses  comportamentos antes que seja tarde demais!
A origem é quase sempre a mesma.

Esses "comportamentos" surgem mais comumente sob Estresse.

Lembrando ainda, que esse é um conceito bastante relativo, pois situações estressantes podem envolver qualquer coisa, desde tentar tirar vantagem de uma grande oportunidade como uma aquisição, ate mudar de emprego e adaptar-se a uma nova cultura.
O fundamental é através de um processo de  autoconhecimento, descobrir a que tipo de situação estressante você é mais vulnerável e o que desencadeia seus comportamentos destrutivos e aprender a usar as ferramentas corretas, como o "coaching" por exemplo, na medida certa!
Não relute em dar um passeio pelo lado da sombra...respire fundo e prossiga.
Embora seja natural querermos saber sobre nossos impulsos negativos como lideres, investigar
por que agimos de modo a prejudicar os outros, nós mesmos e as empresas em que trabalhamos, ao
mesmo tempo trata-se de um tabu.
Vivemos em uma "cultura de celebridades" na qual se espera que elas sejam perfeitas.
É essencial parar de pensar dessa forma: Em vez de negar suas falhas, você, como líder,
precisa aceitá-las e entendê-las para fazer auto gestão.

Lembre-se: 
Quando você aprende a administrar seus traços autodestrutivos, consegue fazer com que seus pontos fortes primeiro te fortaleça e apareçam contagiando a todos ao seu redor e com isso, poderá desfrutar além do sucesso, também a tão sonhada "felicidade"


       "JUNTOS SOMOS MELHORES!"

                                                             
                   
                                                                             Por,  Eni Peniche - Psicóloga e Máster Coach



Nenhum comentário: