segunda-feira

TEMPERAMENTOS: "Pessoas diferentes que fazem a diferença!"


Como Psicoterapeuta e Coach,
Além da análise de mais dois fatores, uso a análise dos Temperamentos, para o auto conhecimento e resgate da liderança do Eu.

A palavra temperamento se origina do latim “temperamentum” e significa “mistura em proporções”. Deriva de tempero e temperança. 

Isso quer dizer que, apesar de ser a raiz da personalidade, podemos trabalhar no sentido de equilibrá-lo e bem proporcioná-lo. 

Nosso temperamento pode definir a forma básica como reagimos frente à vida e aos obstáculos.                                                                                                          

Hipócrates o pai da medicina, há mais de 2000 anos, dividiu os seres humanos em quatro grupos distintos classificando-os segundo seus temperamentos. 


Platão os chamava de artesão, guardião, idealista e racional.
Aristóteles os denominou hedonistas, proprietário, ético e dialético. 

No século II o médico romano Galeno passou a denominá-los: Sanguíneo, Melancólico, Colérico e Fleumático, denominação que ainda é usada atualmente.

É interessante identificar e conhecer um pouco mais sobre nosso temperamento. Podemos aprender a partir daí e trabalharmos nosso Eu interior, realçando nossos "pontos fortes e fracos" e também, conhecer um pouco mais dos que nos cercam, podendo compreendê-los melhor, ser mais tolerantes.

Nenhum temperamento é melhor ou pior que os outros!!

Cada um tem suas particularidades,com seus pontos fortes e fracos.

Deve-se lembrar, também, que ninguém se caracteriza por apenas um tipo de temperamento. Podemos reunir características de todos ou de dois deles, mas um tipo será sempre DOMINANTE.



Algumas características dos  QUATRO TIPOS DE TEMPERAMENTOS:


SANGUÍNEO – O Popular

Extrovertido, sabe se divertir, contagia os outros com seu espírito alegre e divertido. Fascina quando narra histórias. Espontâneo, ingênuo e cordial. Com frequência fala sem pensar. É sincero. Gosta de estar com as pessoas, detesta a solidão...É barulhento, afável e precipitado... Parece mais seguro do que ele mesmo se sente. 
No geral é bom vendedor, ator, anfitrião, orador, locutor, animador e político.
Irreflexivo, pouco tenaz e persistente. Indisciplinado e sem força de vontade.
Emocionalmente é instável, podendo chorar por qualquer pretexto; é irritado também, impulsivo, mas não guarda rancor, porque expressa sua fúria... Gosta de ser o centro das atenções... Veste-se bem, mas seu quarto é uma bagunça. Ou seja, mantém as aparências. 
É inseguro e tem tendência à distorcer a verdade ou exagerar.


Consequências do desequilíbrio: Por ser uma pessoa precipitada, se distrai com facilidade, desperdiça tempo e conversa, irrita-se facilmente, instabilidade financeira e profissional, não é persistente...tem dificuldades para terminar o que começa.


                                                             COLÉRICO – O Mandão


Gosta de atividade. Estimula os meios com ideias, planos, metas e ambições intermináveis. Mentalidade prática e aguda. Só se dedica a atividades com objetivos claros e concretos. Capacidade de tomar decisões ou de planificar atividades úteis de forma instantânea e acertada. Não vacila diante da pressão da opinião alheia e adota posições definidas frente às questões. É estimulado pelas adversidades. Excelente determinação, nunca recua.               Líder nato. Suas emoções são pouco desenvolvidas. 
Não sente compaixão facilmente e não demonstra nem expressa seus sentimentos. 
É insensível às necessidades emocionais dos demais. Pouco apreço pela música e pela arte. Busca os valores utilitários e produtivos da vida. Oportunista...Reconhece rapidamente as oportunidades. 
Tende a ser dominante e autoritário e se preciso, usa as pessoas sem vacilar. 
Toda profissão que requer liderança, motivação e produtividade é adequada para o colérico, sempre que não exija demasiada atenção em questões de detalhes e planificação analítica.
É muito otimista, raramente fracassa...Exceto em sua própria casa.

Consequências do desequilíbrio: Torna-se exigente com os seus, é uma pessoa de muitos argumentos, impiedoso nas decisões, ausência de bondade, cria padrões difíceis de serem alcançados, utiliza-se das situações.


                                                   MELANCÓLICO – O Perfeccionista 
        
Analítico, talentoso, perfeccionista, abnegado e com uma natureza emocional muito sensível. Desfruta muito da arte. Tende a ser introvertido. Quando está em êxtase atua de forma extrovertida. Em alguns momentos fica triste e deprimido, torna-se escorregadio e, inclusive, antagônico. Amigo fiel, mas não faz amizade com facilidade. Grande capacidade analítica. Descobre rapidamente os obstáculos e os perigos de qualquer projeto que participa.
É um pessimista nato: como vê os obstáculos, fica detido... Escolhe profissões que exigem muito sacrifício pessoal. É metódico e persistente, com isso quase sempre consegue realizar grandes coisas. Mas, às vezes sua tendência natural de se queixar do sacrifício o leva a abandonar as empreitadas no meio do caminho. Negativo, pessimista e crítico.
É o mais egocêntrico e susceptível dos temperamentos. É vingativo e propenso a se sentir perseguido. Temperamental, depressivo e antissocial. 
Costumam ser grandes escritores, artistas, cientistas, estrategistas, professores, filósofos.

Consequências do desequilíbrio: Normalmente, espera muito das pessoas, em troca do que faz. Intromete onde não deve, gasta tempo com o que não deve, atrapalhando seu serviço, tem aversão a pessoa que tem ponto de vista diferente entra em atrito com as pessoas que se opõe ao seu caminhar.


FLEUMÁTICO – O Diplomata


Tranquilo e sereno. Dificilmente se agita. Experimenta mais emoções do que aparenta. Capacidade de apreciar as belas artes e as coisas boas da vida. Gosta das pessoas e tem bastantes amigos. Sentido de humor natural e satírico. Capacidade de fazer rir aos demais e permanecer imperturbável. Tende a ser mais espectador e não se compromete muito com as atividades dos demais. Bom de coração e compassivo, mas raramente deixa transparecer seus verdadeiros sentimentos. Quando seu interesse é despertado, é ativo e eficiente. Quando se vê obrigado é um líder bastante capaz... Exerce uma influência conciliadora sobre os outros e é um planejador nato. Mestre em tudo que requer uma paciência meticulosa e a presença de uma rotina diária. 
Excelentes aptidões artesanais: mecânico, torneiro, carpinteiro, eletricista e instrumentos de precisão. 
Organizado, sabe trabalhar sob pressão e é extremamente confiável. Costuma manter o mesmo trabalho toda a vida. Lento e ocioso, falta-lhe impulso e ambição. Mesquinho e avarento. É o que dá menos gorjetas. Teimoso, mas é tão diplomático que muitas vezes isso passa despercebido.

Consequências do desequilíbrio: Por ser indiferente ao que o cerca, normalmente  sabe como provocar os outros... pode magoar as pessoas através das suas piadas e não se esforça para realizar suas tarefas em ritmo satisfatório.




                                                                     
            
                                                                     
                                                Por,  Eni Peniche - Palestrante, Psicóloga e Coach



2 comentários:

Biel disse...

Olá! Eu sou o professor Gabriel. Adorei esta publicação por ser de grande relevância para líderes empresariais, educacionais, no campo familiar, no matrimônio, no campo eclesiástico. Sabemos que o homem é um ser gregário e, portanto, precisa se autoconhecer e conhecer o próximo para adquirir um bom relacionamento social com os diversos tipos de pessoas com as mais diversas caracterizações. De fato foi uma contribuição muito rica! Um abraço companheiro!!

NALDO M. S. disse...

Wonderful!! Sensacional Dra. Eni! Como já dizia o Filósofo:
"CONHECE-TE A TI MESMO, E CONHECERÁS O UNIVERSO"....
(Frase do Oráculo de Delfos e reproduzida por Sócrates).
Vc é daquelas pessoas que amam ensinar; que DEUS te conserve assim.

P.S.: Te escuto sempre, às sextas-feiras, nos "Debates da Rádio Melodia".
GRAÇA E PAZ Abençoada!!

Reginaldo Moura